•  Hotel em Campos do Jordão - Programação Musical do Hotel Hotel Toriba, Campos do Jordão

M

Toriba Musical

Programação

Para você ficar por dentro da
boa música do toriba

A programação musical do Hotel Toriba, sob a direção artística de Antonio Luiz Barker, é cuidadosamente preparada para enobrecer essa belíssima arte e presentear os nossos hóspedes com repertórios diversos como: piano clássico, jazz, recital de canto, música lírica, árias de ópera, música brasileira, bossa nova, e muito mais.

Acompanhe aqui toda a programação que preparamos especialmente para vocês, hóspedes do Toriba, frequentadores do Toribinha Bar & Fondue, do Pennacchi Restaurante e do Chá da Tarde. Programem-se para assistir aos espetáculos. É mais uma das muitas razões para vocês virem ao Toriba, hotel em Campos do Jordão.

O Toriba, o hotel mais musical de Campos do Jordão, tem vários eventos musicais todas as semanas. Os eventos integram o programa Toriba Musical e são realizados na Sala da Lareira, no Toribinha Bar & Fondue e agora também no Auditório Claudio Santoro. São gratuitos para hóspedes do hotel e para clientes do Terraço Panorama, do Bar Vindima e dos restaurantes Pennacchi e Toribinha Bar & Fondue. E muitas vezes gratuitos a todos os interessados quando no Auditório Claudio Santoro.

 

programação musical - JANEIRO 2020

 Hotel em Campos do Jordão - Canções Napolitanas e Árias de Ópera com o barítono Rodolfo Giugliani no Toriba Musical do Hotel Toriba, em Campos do Jordão
Sábado, 4 de Janeiro, 19h – Sala da Lareira

CANÇÕES NAPOLITANAS

RODOLFO GIUGLIANI, barítono
ANTONIO LUIZ BARKER, piano, direção musical

Rodolfo Giugliani, um dos raros barítonos autenticamente verdianos surgidos nos últimos anos, se apresenta no Toriba Musical com canções napolitanas e árias de ópera.

Programa:
'O Sole Mio (Eduardo di Capua, Alfredo Mazzuchi e Giovanni Capurro)
Occhi di fata (Luigi Denza)
'A Vucchella (Paolo Tosti)
Core 'ngrato (Salvatore Cardillo e Riccardo Cordiferro)
Vaghissima sembianza (Stefano Donaudy)
La Strada nel Bosco (Cesare Andrea Bixio, Ermenegildo Rusconi e Nicola "Nisa" Salerno)
Incantessimo (Dino Olivieri e Piero "Deani" Leonardi)
Al Di Là (Carlo Donida e Giulio "Mogol" Rapetti)
Tre sbirri, una carrozza (Giacomo Puccini, da ópera Tosca)
Di Provenza il mar, il suol (Giuseppe Verdi, da ópera La traviata)
Era un tramonto d'oro... (de Carlos Gomes, da ópera Colombo)
Amigos Para Siempre (Friends for Life) - (Andrew Lloyd Webber e Don Black)

 

Consagrado pelo público e pela crítica especializada por suas intensas interpretações de Nabucco, Rigoletto e Giorgio Germont em teatros de ópera dentro e fora do Brasil, Rodolfo Giugliani é um dos raros barítonos autenticamente verdianos surgidos nos últimos anos. Apoiada em técnica excelente, sua voz de timbre escuro, aveludada e densa, é dotada de duas oitavas completas, atingindo agudos extremos com facilidade e correndo livremente pelo recinto do teatro, com emissão generosa e grande volume.
Rodolfo Giugliani, nascido em São Paulo, foi aluno do renomado tenor Benito Maresca e aperfeiçoou seus estudos musicais com o maestro Mário Valério Zaccaro. No ano 2000, após vencer o Concurso de Canto Aldo Baldin em Florianópolis, Giugliani estreou na cena lírica naquela cidade, como Giorgio Germont em La Traviata. Ao longo dos anos seguiram-se outros primeiros prêmios: além de vencer mais três edições do Concurso Aldo Baldin, foi o primeiro colocado no Concurso Internacional de Canto Maria Callas (São Paulo), no Concurso de Canto Bidu Sayão (Belém-PA), Concurso de Canto Vozes do Brasil (Rio de Janeiro) e o Concurso Internacional de Canto Jaume Aragall (Barcelona, Espanha). Em 2016, sua interpretação do personagem Iberê, na ópera Lo Schiavo de Carlos Gomes encenada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro lhe valeu o prêmio A.P.C.A como o melhor cantor lírico daquele ano.

 Hotel em Campos do Jordão - Árias de Óperas com a soprano Karen Stephanie, o barítono Johnny França e o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel em Campos do Jordão, Toriba
Sábado, 11 de Janeiro, 19 horas – Sala da Lareira

ÁRIAS de óperas

Karen Stephanie, soprano
Johnny França, barítono
Antonio Luiz Barker, piano, direção musical

Programa:
• G. Puccini - Chi il bel sogno di Doretta (ópera La Rondine)
• G. Bizet - Votre toast (Toreador Song) (ópera Carmen)
• G. Verdi - Sempre libera (ópera La Traviata)
• G. Puccini - Vissi d'arte (ópera Tosca)
• C. Santoro / V. de Moraes
• • • Pregão da saudade (Canções de Amor, 2ª série, 2.)
• • • Acalanto da rosa (Canções de Amor, 1ª série, 2.)
• • • Amor em lágrimas (Três Canções Populares, 2.)
• F. Lehár - Dein ist mein ganzes Herz (opereta O país do sorriso)
• G. Puccini - O mio babbino caro (ópera Gianni Schicchi)
• E. Di Capua - 'O sole mio
• L. Dalla - Caruso
• D. Modugno - Volare
• A. L. Webber - All I ask of you (musical O fantasma da ópera)

 

A soprano Karen Stephanie formou-se em piano pelo conservatório de Piracicaba Maestro Ernest Mahle e logo após ingressou na Universidade de São Paulo, câmpus de Ribeirão Preto, onde graduou-se em Licenciatura em Música. Iniciou estudos de canto em 2011, tendo como professores Céline Imbert, Juliana Starling e Paulo Mandarino. Em 2014-2015 cursou o Opera Studio da EMESP, sob orientação de Mauro Wrona. Entre suas participações em ópera estão Violetta de La Traviata, Adele de Die Fledermaus, Madama Cortese de Il viaggio a Reims e Anna de Nabucco. Em 2014 recebeu o prêmio de cantora revelação no concurso Carlos Gomes.

O barítono Johnny França, formado pela Academia de Ópera Theatro São Pedro e pela Ópera Studio EMESP, venceu as 12ª e 14ª edições do Concurso Brasileiro de Canto Maria Callas. Sob direção de Mauro Wrona interpretou Marcello na ópera La Bohème, Fígaro em Le Nozze di Figaro e Einsenstein em Die Fledermaus. Atuou também em óperas como Porgy and Bess, A Viúva Alegre, Carmen, La Cenerentola, Le Nozze di Figaro, Yevgeni Onegin e O Menino e a Liberdade (esta de Ronaldo Miranda).

Hotel em Campos do Jordão - Canções Italianas no Toriba Musical, com o tenor Marcello Vannucci e a soprano Claudia Neves acompanhados ao piano por Antonio Luiz Barker
Sábado, 18 de Janeiro, 19h – Sala da Lareira

CANÇÕES ITALIANAS

MARCELLO VANUCCI, tenor
CLÁUDIA NEVES, soprano
ANTONIO LUIZ BARKER, piano, direção musical

Neste sábado, o programa Toriba Musical oferece aos hóspedes do Toriba e aos clientes dos restaurantes, um exclusivo recital lírico, com Marcello Vannucci e Claudia Neves, acompanhados ao piano por Antonio Luiz Barker.
No repertório do tenor predominam clássicos da canção italiana; já a soprano canta árias de óperas. Marcello e Claudia também fazem alguns números juntos, entre eles a canção “All I Ask You”, dueto de amor do musical “O Fantasma da Ópera”.


Programação:
Con te partirò - (Francesco Sartori, Lucio Quarantotto) DUETO
Antonio Luiz Barker
Caruso (Lucio Dalla)
Non ti scordar di me (Ernesto de Curtis, Domenico Furnò)
Core 'ngrato (Salvatore Cardillo, Riccardo Cordiferro)
'O sole mio (Eduardo di Capua, Giovanni Capurro, Alfredo Mazzucchi)
Ti voglio tanto bene (Ernesto de Curtis, Domenico Furnò)
Perhaps love (John Denver)
Granada (Agustín Lara)
All I ask of you (Andrew Lloyd Webber) DUETO
Nessum dorma (Giacomo Puccini, Giuseppe Adami, Renato Simoni)
O mio babbino caro (Giacomo Puccini, Giovacchino Forzano) SOPRANO
Valsa de Musetta (Giacomo Puccini, Luigi Illica, Giuseppe Giacosa) SOPRANO
Volare (Domenico Modugno, Franco Migliacci)

Marcello Vannucci estreou em óperas no papel de Ismaele (Nabuco, Verdi). Desde então vem se consagrando por seu talento e vasto repertório, que inclui papéis como Salvador Rosa (Salvator Rosa, Gomes), Pery (O Guarani, Gomes), Duque de Mantua (Rigoletto, Verdi), Alfredo Germont (La Traviata, Verdi), Pinkerton (Madama Butterfly, Puccini), Don Jose (Carmen, Bizet), Sir Edgardo di Ravenswood (Lucia de Lammermour, Donizetti), o papel-título de Andréa Chenier (Giordano), Enzo (La Gioconda, Ponchielli), Baco (Ariadne auf Naxos, Strauss) e Sansão (Sansão e Dalila, Saint-Saëns).
Com grande êxito, o tenor fez uma turnê brasileira com a soprano Kiri Te Kanawa. E recebeu elogiosas críticas por sua participação na montagem da ópera Turandot (Puccini), em Belo Horizonte. Marcello foi muito aplaudido também na abertura do recém-inaugurado Theatro Municipal de São Paulo, sob regência de Abel Rocha.
Fora do Brasil, o tenor cantou na Colômbia a ópera Aida (Verdi), produção que recebeu excelente repercussão internacional.
Em 1998, participou do concurso de canto Vinhas, na Espanha, ocasião em que ganhou uma bolsa de estudos para estudar com a soprano Magda Olivero. Marcello ainda foi agraciado, em 2010, como melhor cantor no prêmio Carlos Gomes.
A soprano Cláudia Neves é integrante do Coro Lírico do Theatro Municipal de São Paulo e atua como professora de canto lírico na Fundação das Artes de São Caetano do Sul.

 Hotel em Campos do Jordão - Violão clássico com o violonista Glauber Rocha, no Hotel em Campos do Jordão, Toriba
Sábado, 25 de Janeiro, 19 horas – Sala da Lareira

VIOLÃO CLÁSSICO

Glauber Rocha, violão

Programa:
• Manuel María Ponce - Sonata Romántica
• Eduardo López-Chavarri - Sonata Nº 2
• Francisco Mignone
• • • Estudo Nº 2, Seresteiro
• • • Valsa Nº 8 em Sol Menor
• • • Estudo Nº 9, Allegro moderato

 

Um dos expoentes da nova geração de violonistas brasileiros, Glauber Rocha iniciou na música aos 5 anos de idade no piano. Aos 12 anos começa a ter aulas de violão com o Prof. Aparecido Dias dos Santos. Graduou-se em 2009 pela Universidade de São Paulo tendo como orientador o renomado violonista Edelton Gloeden. No mesmo ano, em sua primeira participação em concursos internacionais, obteve por unanimidade o primeiro prêmio no Agustin Barrios World Wide Web. Estudou depois na Hochschule Für Musik und Theather em Munique, Alemanha, com o professor Franz Halasz. Participou de masterclasses com Jonathan Leathwood, Fabio Zanon, Eduardo Meirinhos, Camilo Carrara, Paolo Pegoraro e Mauricio Orosco.

Apresentou-se em salas importantes dentro e fora do país tais como: Kleiner Konzertsaal, Carl-Orff-Saal e Black Box no Gasteig em Munique (Alemanha), Casa Verdi em Milão (Itália), Teatro Nacional de Asunción (Paraguai), Conservatório de Música de Coimbra (Portugal), Teatro Amazonas em Manaus, Teatro Rondon Pacheco em Uberlândia, Auditório MASP e Sala Jardel Filho CCSP em São Paulo, Teatro da Urca em Poços de Caldas, Teatro Municipal em Presidente Prudente, Auditório Onofre Lopes (UFRN), Teatro do Conservatório Pernambucano de Música, Teatro da Universidade da Paraíba, Teatro Minaz em Ribeirão Preto, Teatro Municipal de Araraquara, entre outras na Costa Rica, Portugal, Alemanha, Itália, Espanha, Paraguai, Japão e Brasil.

Recitalista convidado em prestigiadas séries de música de câmara e festivais ao redor do mundo, entre eles estão o Virtuoses de la Guitarre, Winners & Masters, Movimento Violão, Festival Leo Brouwer e Festival Internacional de Verona.

programação musical - FEVEREIRO 2020

Hotel em Campos do Jordão - Recital de Árias de Ópera com a soprano Gabriella Rossi e o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel Toriba, em Campos do Jordão
Sábado, 1 de Fevereiro, 19h – Sala da Lareira

canto lírico

Gabriella Rossi, soprano
Antonio Luiz Barker, piano

Programação:
Un bel di vedremo, da ópera Madama Butterfly (G. Puccini)
O mio babbino caro, da ópera Gianni Schicchi (G. Puccini)
Quando m'en vo, da ópera La Bohème (G. Puccini)
Vissi d'arte, da ópera Tosca (G. Puccini)
Porgi Amor, da ópera Le nozze di Figaro (W. A. Mozart)
Casta Diva, da ópera Norma (V. Bellini)
Je dis que rien ne m'épouvante, da ópera Carmen (G. Bizet)
Habanera, da ópera Carmen (G. Bizet)
Meine Lippen, sie küssen so heiss, da ópera Giuditta (F. Leahr)
I Dreamed a Dream, do musical Les Miserables (A. Boublil)
Memory, do musical Cats (A. L. Webber)


A soprano lírico Gabriella Rossi graduou-se pela UNESP e pelo Ópera Estúdio da EMESP. Atualmente é orientada por Isabel Maresca. Em 2011, foi cantora do Centre de Perfeccionament Plácido Domingo, em Valência, Espanha, onde teve a oportunidade de se apresentar no Teatro Martin I Soler e no Palau de la Música. Participa de diversos festivais e masterclasses, como o 37º e 38º Festivais de Inverno de Campos de Jordão, onde foi aluna ativa da masterclass de Kiri te Kanawa. Trabalha em diversas produções de óperas, geralmente em papeis protagonistas, destacando-se: Lidchka em "Moscow, Cheryomushki", de Shostakovich, Adina em "L'Elisir D'Amore", de Donizetti, Eurídice em "Orpheè aux Enfers", de Offenbach, Änchenn em "Der Freischütz", de Weber, Corilla em "Viva la Mamma", de Donizetti; Fiordiligi em "Così fan tutte", de Mozart, Àngele em "Le Dominò Noir" de Auber, e Hanna em "Die Lustige Witwe", de Lehár. Em 2008 teve seu début internacional no Festival Gilbert and Sullivan, realizado em Buxton, Inglaterra, cantando o papel protagonista (Josephine) e recebendo o prêmio Adjuricator's Award. Em Novembro de 2011 fez seu début no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, cantando Fata Morgana da ópera "L’amour pour trois orange", de Prokofiev. Em Setembro de 2014 debutou Desdemona da ópera "Otello", de Verdi, no Theatro da Paz em Belém, onde teve a oportunidade de trabalhar com Walter Fraccaro.

Hotel em Campos do Jordão - Apresentação do pianista e cantor MARCO BERNARDO no Hotel Toriba em Campos do Jordão
Sábado, 8 de Fevereiro, 19h – Sala da Lareira

Noche de tangos y boleros

MARCO BERNARDO, piano e voz

Programação:
• Tangos e boleros clássicos

 

Marco Bernardo cresceu em família das mais musicais, e enveredou também por esse caminho. É diplomado em Música pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Desenvolveu intensa atividade como diretor de corais, arranjador, maestro preparador e pianista acompanhador. Tem especial dedicação ao choro – lançou há pouco o CD "O pianeiro chorão", com intepretação solo para clássicos do repertório do choro brasileiro. Nesta apresentação no Toriba, Marco Bernardo faz mais um de seus espetáculos "O Cancionista", em que atua como pianista e cantor, com sua expressiva voz de baixo-barítono. No programa, tangos e boleros clássicos. No programa, tangos e boleros clássicos.

 Hotel em Campos do Jordão - Recital de Canto Lírico com o barítono Athos Teixeira e o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel Toriba, em Campos do Jordão
Sábado, 15 de Fevereiro, 19h – Sala da Lareira

canto lírico

Athos Teixeira, barítono
Antonio Luiz Barker, piano

Programação:
• Gabriel Faurè e Sully Prudhomme - Au bord de l'eau
• Vincenzo Bellini - Ah! per sempre io ti perdei (ópera Os Puritanos)
• Wolfgang Amadeus Mozart - Se vuol ballare (ópera As bodas de Fígaro)
• Charles Gounod - Avant de quitter ces lieux (ópera Fausto)
• Wolfgang Amadeus Mozart - Hai già vinta la causa (ópera As bodas de Fígaro)
• Babi de Oliveira e Mário Faccini - Singela canção de Maria
• Heckel Tavares e Joracy Camargo - Guacyra


O ainda muito jovem barítono Athos Teixeira vem se destacando na cena musical como uma de nossas mais promissoras vozes masculinas. Athos Teixeira é filho de Sebastião Teixeira, um dos grandes barítonos líricos brasileiros.

 Hotel em Campos do Jordão - Canto Lírico com a mezzo soprano Mariana Valença e o pianista Antonio Luiz Barker no Toriba Musical do hotel em Campos do Jordão, Toriba
Sábado, 22 de Fevereiro, 19h – Sala da Lareira

CANTO LÍRICO

MARIANA VALENÇA, mezzo soprano
ANTONIO LUIZ BARKER, piano

Como recitalista, a mezzo-soprano Mariana Valença idealizou e protagonizou inúmeros programas, como “Canções Brasileiras”, “Modinhas, Cantigas e Canções”, “Cantos do Brasil”, “Cantando a Primavera” e “Alma Espanhola”, apresentando-se por todo o Estado de São Paulo.

Programação:
• Chiquinha Gonzaga - Lua Branca (da burleta de costumes carioca Forrobodó)
• Tradicional – Casinha pequenina (arranjo de Radamés Gnattali)
• Waldemar Henrique – Tamba-tajá
• Waldemar Henrique – Uirapuru
• Jayme Ovalle (poesia de Manuel Bandeira) – Azulão
• Hekel Tavares (texto de Luiz Peixoto) – Azulão
• Hekel Tavares – Leilão
• Hekel Tavares (letra de Joracy Camargo) – Carnaval
• Heitor Villa-Lobos (poesia de Dora Vasconcelos) – Melodia sentimental
• G. F. Haendel - Lascia ch'io pianga (da ópera Rinaldo)
• W. A. Mozart - Voi che sapete (da ópera As Bodas de Fígaro)
• C. Saint-Saëns – Mon coeur s'ouvre à ta voix (da ópera Sansão e Dalila)
• G. Bizet – Près de remparts de Séville (da ópera Carmen)
• G. Rossini – Ah! quel giorno ognor rammento (da ópera Semiramide)

 

Mariana Valença, mezzo-soprano paulistana, é Bacharel em Canto pela UNESP-Universidade Estadual Paulista, e integrante do Coro da OSESP – Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Iniciou seus estudos musicais com o piano no Conservatório Musical Ernesto Nazareth. Estudou Canto com Isabel Maresca, Leilah Farah, Lenice Prioli e Martha Herr. Em seus trabalhos como solista, destacam-se apresentações de obras de câmara e sinfônicas de Bach, Handel, Brahms, Bernstein e Mozart, entre outros.
Como recitalista, idealizou e protagonizou inúmeros programas, como “Canções Brasileiras”, “Modinhas, Cantigas e Canções”, “Cantos do Brasil”, “Cantando a Primavera” e “Alma Espanhola”, apresentando-se por todo o Estado de São Paulo.

 Hotel em Campos do Jordão - Canto Lírico com Guiomar Milan, Soprano e o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel Toriba, em Campos do Jordão
Sábado, 29 de Fevereiro, 19h – Sala da Lareira

CANTO LÍRICO

Guiomar Milan, soprano
Antonio Luiz Barker, piano

A soprano Guiomar Milan se apresenta em um recital que tem árias de óperas famosas, canções do repertório clássico e ainda canções da tradição libanesa. A cantora será acompanhada pelo pianista Antonio Barker.

Programa:
• Francesco Cilea - Io son l'umile ancella (da ópera Adriana Lecouvreur)
• Giacomo Puccini - Un bel di vedremo (da ópera Madama Butterfly)
• Giuseppe Verdi - Ave Maria (da ópera Otello)
• Antonín Dvorák - Canção à lua (da ópera Rusalka)
• Sergei Rachmaninoff - Zdes’ Khorosho
• Elias Rahbani e Said Akl - Aam Behlamak ya helm ya Lebnan
• Assi Rahbani, Mansour Rahbani e Said Akl - Rudani Ela Biladi
• Maurice Ravel - La flute enchantée (do ciclo Shéhérazade)
• Henri Duparc - Chanson Triste
• André Previn - I want magic (da ópera A streetcar named desire)
• Richard Hageman Hageman - Do not go, my love
• Leornard Bernstein - Somewhere (do musical West Side Story)

A jovem soprano Guiomar Milan iniciou estudos de canto e piano com Leilah Farah e Elsa Nuñes, tendo se aperfeiçoado em Milão. Foi premiada nos concursos internacionais de canto Bidu Sayão e Maria Callas - neste, recebeu o prêmio “Revelação”. Estreou em óperas em 2000, no papel de Micaëla, em "Carmen" de Bizet. Desde então cantou em várias outras óperas, entre elas "João e Maria", de Humperdinck, "La Bohème" de Puccini e “Norma” de Bellini. E tem feito recitais no Brasil, Itália, Bélgica, Espanha, Suíça e Japão.