•  Hotel em Campos do Jordão - Programação Musical do Hotel Hotel Toriba, Campos do Jordão

Estar no Toriba faz bem!

M

Toriba Musical

Programação

Para você ficar por dentro da
boa música do toriba

A programação musical do Hotel Toriba, sob a direção artística de Antonio Luiz Barker, é cuidadosamente preparada para enobrecer essa belíssima arte e presentear os nossos hóspedes com repertórios diversos como: piano clássico, jazz, recital de canto, música lírica, árias de ópera, música brasileira, bossa nova, e muito mais.

Acompanhe aqui toda a programação que preparamos especialmente para vocês, hóspedes do Toriba, frequentadores do Toribinha Bar & Fondue, do Pennacchi Restaurante e do Chá da Tarde. Programem-se para assistir aos espetáculos. É mais uma das muitas razões para vocês virem ao Toriba, hotel em Campos do Jordão.

O Toriba, o hotel mais musical de Campos do Jordão, tem vários eventos musicais todas as semanas. Os eventos integram o programa Toriba Musical e são realizados na Sala da Lareira, no Toribinha Bar & Fondue e agora também no Auditório Claudio Santoro. São gratuitos para hóspedes do hotel e para clientes do Terraço Panorama, do Bar Vindima e dos restaurantes Pennacchi e Toribinha Bar & Fondue. E gratuitos a todos os interessados quando no Auditório Claudio Santoro.

 

O programa Toriba Musical, do Hotel Toriba, em Campos do Jordão, tem ótima programação em todos os finais de semana! As apresentações acontecem na Sala da Lareira, no prédio principal do hotel, e são gratuitas para os hóspedes e para os clientes dos restaurantes Pennacchi e Toribinha Bar & Fondue e do Terraço Panorama.

programação musical - MARÇO 2019

 Hotel em Campos do Jordão - Friday Jazz com o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel em Campos do Jordão, Toriba
Sexta-feira, 1, 15, 22 e 29 de Março, 20h - Toribinha Bar & Fondue

FRIDAY JAZZ

Antonio Luiz Barker - Piano

 

O repertório, amplo e variado, apresenta temas de mestres do jazz do período 1930-1960. Entre eles, clássicos como "In a Sentimental Mood", de Duke Ellington, "All The Things You Are", de Jerome Kern, "Nuages", de Django Reinhardt, e "Love for Sale", de Cole Porter. O melhor fondue da montanha vai ficar ainda mais gostoso!

Hotel em Campos do Jordão - Apresentação da grande dama do piano Eudóxia de Barros no Hotel Toriba, em Campos do Jordão.
Sábado, 2 de Março, 19h – Sala da Lareira

MÚSICA BRASILEIRA PARA PIANO

Eudóxia de Barros - pianista

Programa:
• Composições de Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Eduardo Souto, Zequinha de Abreu e Osvaldo Lacerda.

 

Eudóxia de Barros é verdadeiramente uma lenda da música erudita brasileira. Dona de extenso e premiado currículo, tem mais de sessenta anos de carreira e mais de três dezenas de discos gravados. Conjuga o domínio do instrumento do ponto de vista técnico com uma concepção estética da interpretação pianística que se identifica perfeitamente com a música brasileira.
Grande defensora da nossa música, é reconhecida pela divulgação de autores nacionais, e por levar a música erudita brasileira aos mais diversos pontos do Brasil. É membro da Academia Brasileira de Música (desde 1989) e presidente do Centro de Música Brasileira, entidade criada em 1984 que se ocupa da defesa e difusão da música erudita brasileira. Mas, além de obras dos compositores brasileiros, é também reconhecidamente grande intérprete de obras dos mestres da música.

Hotel em Campos do Jordão - Árias de Óperas e canções com a soprano Adriana Bernardes e o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel Toriba
Segunda-feira, 4 de Março, 19 horas – Sala da Lareira

ÁRIAS DE ÓPERAS

Adriana Bernardes - soprano
Antonio Luiz Barker - Pianista

Programação:
• G. Verdi - Sempre libera (da ópera La Traviata)
• G. Rossini - Una voce poco fa (da ópera O Barbeiro de Sevilha)
• G. Puccini - Quando m'en vo' (da ópera La Bohème)
• V. Bellini - Casta Diva (da ópera Norma)
• G. Bizet - Habanera (da ópera Carmen)
• G. Puccini - O mio babbino caro (da ópera Gianni Schicchi)
• G. Verdi - Caro nome (da ópera Rigoletto)
• Eva Dell'Acqua - Villanelle
• J. Brahms - Wiegenlied
• J. S. Bach / C. Gounod - Ave Maria
• Babi de Oliveira - Singela canção de Maria)

 

A soprano Adriana Bernardes, mestre em performance de Música Brasileira pela Unicamp (Práticas Interpretativas), tem se apresentado regularmente como solista e recitalista nas mais diversas salas de espetáculo de São Paulo e Rio de Janeiro. Seu amplo repertório inclui de árias de ópera do bel canto, diversas peças líricas e também canções de autores brasileiros do passado e do presente – da música brasileira dos séculos XVIII e XIX a obras de compositores contemporâneos. Atua não apenas como cantora, mas também como regente de grupos corais, preparadora vocal, atriz e professora de canto erudito e popular.

Hotel em Campos do Jordão - Árias e Duetos com a soprano Karen Stephanie, o barítono Johnny França e o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel em Campos do Jordão, Toriba
Sábado, 9 de Março, 19h00 – Sala da Lareira

ÁRIAS E DUETOS

Karen Stephanie - Soprano
Johnny França - Barítono
Antonio Luiz Barker - Pianista

Programação:
E allor perchè, ópera Pagliacci (de R. Leoncavallo)
Donde lieta usci, ópera La Bohème (de G. Puccini)
Sospettano di me, ópera Lo Schiavo (de C. Gomes)
Un di, quando le veneri, ópera La Traviata (de G. Verdi)
Lippen schweigen, ópera A Viúva Alegre (de F. Lehár)
Depuis le jour, ópera Louise (de G. Charpentier)
Era un tramonto d'oro, poema sinfônico Colombo (de C. Gomes)
Bess you is my woman now, ópera Porgy and Bess (de G. Gershwin)

 

Karen Stephanie formou-se em piano pelo conservatório de Piracicaba Maestro Ernest Mahle e logo após ingressou na Universidade de São Paulo, câmpus de Ribeirão Preto, onde graduou-se em Licenciatura em Música. Iniciou estudos de canto em 2011, tendo como professores Céline Imbert, Juliana Starling e Paulo Mandarino. Em 2014-2015 cursou o Opera Studio da EMESP, sob orientação de Mauro Wrona. Entre suas participações em ópera estão Violetta de La Traviata, Adele de Die Fledermaus, Madama Cortese de Il viaggio a Reims e Anna de Nabucco. Em 2014 recebeu o prêmio de cantora revelação no concurso Carlos Gomes.

O barítono Johnny França, formado pela Academia de Ópera Theatro São Pedro e pela Ópera Studio EMESP, venceu as 12ª e 14ª edições do Concurso Brasileiro de Canto Maria Callas. Sob direção de Mauro Wrona interpretou Marcello na ópera La Bohème, Fígaro em Le Nozze di Figaro e Einsenstein em Die Fledermaus. Atuou também em óperas como Porgy and Bess, A Viúva Alegre, Carmen, La Cenerentola, Le Nozze di Figaro, Yevgeni Onegin e O Menino e a Liberdade (esta de Ronaldo Miranda).

 Hotel em Campos do Jordão - Recital de Piano com o pianista Ricardo Paulino no Toriba Musical do Hotel Toriba, em Campos do Jordão
Março 15, 2018 - Sexta-Feira - 20h00 - Toribinha Bar & Fondue

FRIDAY JAZZ

RICARDO PAULINO, Piano

Repertório dos mais variados, com standards de jazz, clássicos da MPB e sucessos internacionais, Músicas como "Smile", de Charlie Chaplin, "O Barquinho", de Menescal e Bôscoli, "Have You Met Miss Jones?", de Rodgers e Hart, o tema português "Vila Faia". E ainda várias outras músicas, que gravou em seu CD "In concert...eza". Ricardo Paulino começou a estudar piano clássico aos 6 anos de idade. A partir da adolescência optou pelo jazz. Começou sua carreira tocando em restaurantes e casas noturnas em Santos, São Paulo e Rio de Janeiro. Morou na Europa por quinze anos, período em que se apresentou como pianistas em hotéis portugueses – Meridien Lisboa, Ritz Lisboa, Marina Hotel Algarve. Tocu em em vários festivais europeus de jazz, em países como Portugal, Holanda, Alemanha, Bélgica, Espanha, França). Por dez anos atuou como pianista em cruzeiros internacionais da Royal Caribbean. Voltou ao Brasil em 2010, e desde então tem atuado com grande frequência, em apresentações solo e com seu trio – principalmente em Santos, sua cidade natal, e também em São Paulo, em clubes como o All of Jazz.

 

Hotel em Campos do Jordão - Recital de Árias de Ópera com a soprano Gabriella Rossi e o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel Toriba, em Campos do Jordão
Sábado, 16 de Março, 19h – Sala da Lareira

ÁRIAS DE ÓPERA

Gabriella Rossi - soprano
Antonio Luiz Barker - Piano

Programação:
Un bel di vedremo, da ópera Madama Butterfly (G. Puccini)
O mio babbino caro, da ópera Gianni Schicchi (G. Puccini)
Quando m'en vo, da ópera La Bohème (G. Puccini)
Vissi d'arte, da ópera Tosca (G. Puccini)
Porgi Amor, da ópera Le nozze di Figaro (W. A. Mozart)
Casta Diva, da ópera Norma (V. Bellini)
Je dis que rien ne m'épouvante, da ópera Carmen (G. Bizet)
Habanera, da ópera Carmen (G. Bizet)
Meine Lippen, sie küssen so heiss, da ópera Giuditta (F. Leahr)
I Dreamed a Dream, do musical Les Miserables (A. Boublil)
Memory, do musical Cats (A. L. Webber)


A soprano lírico Gabriella Rossi graduou-se pela UNESP e pelo Ópera Estúdio da EMESP. Atualmente é orientada por Isabel Maresca. Em 2011, foi cantora do Centre de Perfeccionament Plácido Domingo, em Valência, Espanha, onde teve a oportunidade de se apresentar no Teatro Martin I Soler e no Palau de la Música. Participa de diversos festivais e masterclasses, como o 37º e 38º Festivais de Inverno de Campos de Jordão, onde foi aluna ativa da masterclass de Kiri te Kanawa. Trabalha em diversas produções de óperas, geralmente em papeis protagonistas, destacando-se: Lidchka em "Moscow, Cheryomushki", de Shostakovich, Adina em "L'Elisir D'Amore", de Donizetti, Eurídice em "Orpheè aux Enfers", de Offenbach, Änchenn em "Der Freischütz", de Weber, Corilla em "Viva la Mamma", de Donizetti; Fiordiligi em "Così fan tutte", de Mozart, Àngele em "Le Dominò Noir" de Auber, e Hanna em "Die Lustige Witwe", de Lehár. Em 2008 teve seu début internacional no Festival Gilbert and Sullivan, realizado em Buxton, Inglaterra, cantando o papel protagonista (Josephine) e recebendo o prêmio Adjuricator's Award. Em Novembro de 2011 fez seu début no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, cantando Fata Morgana da ópera "L’amour pour trois orange", de Prokofiev. Em Setembro de 2014 debutou Desdemona da ópera "Otello", de Verdi, no Theatro da Paz em Belém, onde teve a oportunidade de trabalhar com Walter Fraccaro.

 Hotel em Campos do Jordão - Árias & Canções com a soprano Edna D'Oliveira e o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel em Campos do Jordão, Toriba
Sábado, 23 de Março, 19h - Sala da Lareira

ÁRIAS & CANÇÕES

Edna D'Oliveira - soprano
Antonio Luiz Barker - Piano

Programação:
C. Debussy - Beau soir
G. Fauré - Mai
R. Hahn - À Chloris
C. Guarnieri - Canção ingênua
H.Villa-Lobos - Canção do poeta do séc. XVIII)
M. Nobre - Dengues da mulata desinteressada
G. Giacomelli - Sposa son disprezata
G. Gershwin - Summertime (da ópera Porgy and Bess)
G. Puccini - O mio Babbino caro (da ópera Gianni Schichi)
C. Gounod - Ah! je ris de me voir si belle (da ópera Fausto)
G. Puccini - Si, mi chiamano Mimi (da ópera La Bohème)
G. Gershwin - Soon
G. Gershwin - Somebody loves me

Edna D’Oliveira é uma das mais importantes sopranos na cena lírica brasileira. Ao longo de sua longa carreira a cantora tem brilhado tanto nos palcos de ópera como na plataforma de concerto. Aclamada por suas interpretações de Villa-Lobos, especialmente da Bachianas Brasileiras nº 5 e das canções de A Floresta do Amazonas, já interpretou estas obras nas principais salas brasileiras e no Estados Unidos – onde foi chamada “a Kathleen Battle brasileira”. Versátil e dona de grande magnetismo cênico, tanto em papéis cômicos como em personagens líricos e densos, realiza, com igual competência, sofisticados recitais de canções. Seu repertório operístico inclui Rigoletto (Gilda), A Flauta Mágica (Papagena), Elisir d´Amore (Adina), O Empresário (Mademoiselle Silberklang), Chapéu de Palha de Florença (Helena), Ariadne auf Naxos (Echo), Adele (O Morcego), entre outras, sempre com sucesso absoluto de público e crítica. Edna aperfeiçoou-se na Inglaterra em Opera Performance, na Royal Academy of London. Na Alemanha aperfeiçoou-se em lieder. E, em Viena, trabalhou sua voz com a soprano Eliane Coelho.

Hotel em Campos do Jordão - Canto lírico com a soprano Aymée Elisa e o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel em Campos do Jordão, Toriba
Sábado, 30 de Março, 19h – Sala da Lareira
Domingo, 31 de Março, 10h – Auditório Claudio Santoro (entrada gratuita)

CANTO LÍRICO

Aymée Elisa - soprano
Antonio Luiz Barker - Piano

Programação:
Lundu da Marquesa de Santos (H. Villa-Lobos)
Bachianas Brasileiras nº 5 (H. Villa-Lobos)
Youkali (K. Weill)
Summertime (G. Gershwin)
Linda di Chamounix (G. Donizetti)
Oh mio Babbino caro (G. Puccini)
Quel guardo, il cavaliere...So anch'io la virtù magica (G. Donizetti)
Liebe Schwalbe (A. Zemlinsky)
Think of me (A. L. Weber)
La vie en rose (E. Piaf, L. Gugliemi)
Someone to watch over me (G. Gershwin, I. Gershwin)
Dream a little dream of me (A. Fabian, S. Wilbur, G. Kahn)


A soprano Aymée Elisa, natural de São Caetano do Sul, SP, cursou bacharelado em canto lírico pela Zürcher Hochschule der Kunst, em Zurique, Suíça, na classe de Jane Thorner Mengedoth. Teve aulas com Barbara Bonney, Eliane Coelho, Christoph Prégardien e Luciana Serra. Iniciou seus estudos musicais aos 10 anos, estudando piano no conservatório Ars et Scientia do Brasil. Interpretou a primeira sacerdotisa na ópera "Iphigénie en Tauride", com direção de Gustavo Tambascio e regência de Alessandro Sangiorgi e Zerlina, na ópera "Don Giovanni", sob regência de Abel Rocha. Também interpretou a Barbarina, na ópera "Le nozze di Figaro", sob regência de Luiz Fernando Malheiro e direção de Lívia Sabag. Interpretou Rezia na ópera "Les pèlerins de la Mecque". Integrou a segunda turma da Academia de Ópera do Theatro São Pedro. Foi solista das obras "Cantata 106" de Bach, "Requiem" e "Missa Spaur" de Mozart, e "Petite messe sollenele" de Rossini. Desde 2011 faz parte do coro lírico do Theatro Municipal de São Paulo, com participação em diversas óperas, concertos sinfônicos e sacros.

programação musical - ABRIL 2019

 Hotel em Campos do Jordão - Árias de Óperas com o barítono Sebastião Teixeira e o pianista Antonio Luiz Barker na programação do Toriba Musical, no Hotel Toriba
Sábado, 6 de Abril, 19 horas – Sala da Lareira

ÁRIAS DE ÓPERAS

Sebastião Teixeira - barítono
Antonio Luiz Barker - Pianista

Programação:
• W. A. Mozart - Deh, vieni alla finestra (ópera Don Giovanni)
• W. A. Mozart - Non più andrai (ópera As Bodas de Fígaro)
• G. Verdi - Di Provenza il mare, il suol (ópera La Traviata)
• C. Gomes - Sospettano di me (ópera Lo Schiavo)
• C. Gomes - Era un tramonto d'oro (poema sinfônico Colombo)
• G. Rossini - Largo al factotum (ópera O Barbeiro de Sevilha)
• G. Bizet - Votre toast (Toreador Song) (ópera Carmen)

 

Consagrado pela crítica especializada, o barítono Sebastião Teixeira é reconhecidamente um dos melhores cantores líricos brasileiros da atualidade. Foi por duas vezes premiado pela APAC-Associação Paulista dos Críticos de Arte, em 1985 e 1987, na categoria de melhor cantor erudito. Recebeu também o Prêmio Carlos Gomes, em 2001 e no mesmo ano foi condecorado com a Medalha da Honra ao Mérito, pelo Collegium Musicum da Fundação Clóvis Salgado. Desde 1999, quando de sua interpretação do índio Iberê na ópera Lo Schiavo de Carlos Gomes, passou a ser considerado o mais destacado cantor da obra do compositor campineiro de Carlos Gomes – o que o levou a receber em 2010 a Medalha Carlos Gomes, concedida pela Prefeitura Municipal de Campinas. Ao longo de seus 30 anos de carreira Teixeira já interpretou os principais papéis operísticos para barítono – nas óperas Il Barbiere di Siviglia, La Bohème, Carmen, La Forza del Destino, Don Pasquale, Madama Butterfly, Cavalleria Rusticana, I Pagliacci, Pelleas et Mélisande, Les Pêcheurs de Perles e Il Trovatore, entre tantas outras.

Hotel em Campos do Jordão - Árias e Duetos com a soprano Karen Stephanie, o barítono Johnny França e o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel em Campos do Jordão, Toriba
Sábado, 13 de Abril, 19 horas – Sala da Lareira

ÁRIAS, DUETOS, CANÇÕES

Karen Stephanie - Soprano
Johnny França - Barítono
Antonio Luiz Barker - Pianista

Programação:
• G. Rossini - Largo al factotum (ópera O Barbeiro de Sevilha)
• G. Puccini - Quando me'n vo' (ópera La Bohème)
• W. A. Mozart - Là ci darem la mano (ópera Don Giovanni)
• G. Bizet - Votre Toast (Toreador Song) (ópera Carmen)
• G. Gershwin - Bess, You Is My Woman Now! (ópera Porgy and Bess)
• C. Santoro / V. de Moraes:
• • • Acalanto da rosa (2., Canções de Amor, 1ª série)
• • • Pregão da saudade (2., Canções de Amor, 2ª série)
• • • Amor em lágrimas (2., Três Canções Populares)
• • • Ouve o silêncio (1., Canções de Amor, 1ª série)
• • • Em algum lugar (4. Canções de Amor, 2ª série)

 

A soprano Karen Stephanie formou-se em piano pelo conservatório de Piracicaba Maestro Ernest Mahle e logo após ingressou na Universidade de São Paulo, câmpus de Ribeirão Preto, onde graduou-se em Licenciatura em Música. Iniciou estudos de canto em 2011, tendo como professores Céline Imbert, Juliana Starling e Paulo Mandarino. Em 2014-2015 cursou o Opera Studio da EMESP, sob orientação de Mauro Wrona. Entre suas participações em ópera estão Violetta de La Traviata, Adele de Die Fledermaus, Madama Cortese de Il viaggio a Reims e Anna de Nabucco. Em 2014 recebeu o prêmio de cantora revelação no concurso Carlos Gomes.

O barítono Johnny França, formado pela Academia de Ópera Theatro São Pedro e pela Ópera Studio EMESP, venceu as 12ª e 14ª edições do Concurso Brasileiro de Canto Maria Callas. Sob direção de Mauro Wrona interpretou Marcello na ópera La Bohème, Fígaro em Le Nozze di Figaro e Einsenstein em Die Fledermaus. Atuou também em óperas como Porgy and Bess, A Viúva Alegre, Carmen, La Cenerentola, Le Nozze di Figaro, Yevgeni Onegin e O Menino e a Liberdade (esta de Ronaldo Miranda).

 Hotel em Campos do Jordão - Salut D'Amour, concerto de violino com os violinistas Yuruy Rakevich e Inna Meltser, no Hotel em Campos do Jordão, Toriba
Sábado, 20 de Abril, 19 horas – Sala da Lareira

SALUT D'AMOUR

Yuriy Rakevich, violino
Inna Meltser, violino

Programação:
• A. Scriabin - Estudo
• J. Massenet - Meditação
• C. W. Gluck - Melodia
• R. Schumann - Romance
• P. I. Tchaikovvsky - Valsa sentimental
• E. Elgar - Salut d'Amour
• S. Rachmaninoff - Vocalise
• A. Dvorák - Canção que minha mãe me ensinou
• A. Scriabin - Nocturne
• F. Kreisler - Pequena marcha vienense
• Pleyel:
• • • Violin Duo 1 – com Inna Meltser
• • • Violin Duo 2 – com Inna Meltser
• J. S. Bach - Concerto for 2 violinos BWV 1043, 1º mov. – com Inna Meltser

 

Violinista da OSESP-Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, Yuruy Rakevich, nascido em Leningrado, atual São Petersburgo, na Rússia, começou os estudos musicais aos seis anos em sua cidade natal e, aos 18, foi admitido no Conservatório de Moscou, onde concluiu o curso. Foi solista em inúmeros concertos para violino e orquestra, entre eles os de Sibelius (com V. Sinaisky, na Rússia), nº 5 de Mozart (com S. Carballeda, no México), Tchaikovsky (com Bernal Matos, no México) e de Mendelssohn (com J. B. Ullerich, no México), além da Tzigane de Ravel e do Poème de Chausson (com Fuat Mansurov, na Rússia; e também com Francisco Pereda, no México). Apresentou-se ainda em recitais com o pianista Alexander Bloch na Alemanha e foi integrante do Quarteto Tchaikovsky no México. Trabalhou como concertino da Orquestra Sinfônica de Maily e da Filarmônica de Moscou, na Rússia; como spalla da Orquestra da Ópera e Balé de Belas Artes do México, como solista da Sinfônica de New Hampshire (EUA) e como spalla convidado da Orquestra Sinfônica de Adelaide, na Austrália. É também membro do Quarteto Glazunov.

A violinista Inna Meltser formou-se pelo Conservatório de Leningrado, tendo como professores V. Vilker, V. Bronin e K. Vecsler. Foi spalla do Teatro de Ópera do Conservatório de Moscou, primeiro violino da Filarmônica da mesma cidade e da Orquestra Sinfônica do Estado Soviético. Foi ainda spalla dos segundos violinos da Orquestra Sinfônica de Maliy, na Rússia, assistente de spalla da Orquestra Bellas Artes da Ópera da Cidade do México e assistente de spalla da Orquestra Sinfônica de New Hampshire, nos Estados Unidos. Inna foi assistente de professor de música de câmara na Escola Gnessin e professora do Conservatório Nacional de Música da Cidade do México. Como camerista, apresentou-se com o Quarteto Tchaikovsky (México) e com o Quarteto Glazunov (Brasil), além de realizar recitais e tocar com outras formações. Atualmente integra o naipe de violinos da OSESP-Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e é professora da Escola de Música do Estado de São Paulo.

 Hotel em Campos do Jordão - Flauta & Piano com o Duo Cerri-Botelho, Sérgio Cerri na flauta e Flávia Botelho no piano, no Toriba Musical do Hotel em Campos do Jordão, Toriba
Sábado, 27 de Abril, 19 horas – Sala da Lareira

FLAUTA & PIANO

Duo Cerri-Botelho
Sérgio Cerri, flauta
Flávia Botelho, piano

Programação:
• Ary Ferreira - Noturno
• Savino de Benedictis - Romanza
• Oswaldo Lacerda:
• • • Momento Musical nº 1
• • • Romântica
• Breno Blauth – Sonata T. 5
• Rafael dos Santos – Tardes goianas
• César Guerra-Peixe – A inúbia do cabocolinho

 

Formado por Sérgio Cerri (flauta) e Flávia Botelho (piano), em 2019 o Duo Cerri-Botelho completa 20 de formação. Foi formado em 1999 visando a divulgação do vasto repertório de câmara para flauta e piano. Desde a sua criação tem atuado em diversas cidades brasileiras, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. O repertório apresentado pelo Duo Cerri-Botelho é bastante eclético e engloba desde a música barroca até a música contemporânea escrita para flauta e piano, incluindo a música brasileira.