•  Hotel em Campos do Jordão - Programação Musical do Hotel Hotel Toriba, Campos do Jordão

Estar no Toriba faz bem!

M

Toriba Musical

Programação

Para você ficar por dentro da
boa música do toriba

A programação musical do Hotel Toriba, sob a direção artística de Antonio Luiz Barker, é cuidadosamente preparada para enobrecer essa belíssima arte e presentear os nossos hóspedes com repertórios diversos como: piano clássico, jazz, recital de canto, música lírica, árias de ópera, música brasileira, bossa nova, e muito mais.

Acompanhe aqui toda a programação que preparamos especialmente para vocês, hóspedes do Toriba, frequentadores do Toribinha Bar & Fondue, do Pennacchi Restaurante e do Chá da Tarde. Programem-se para assistir aos espetáculos. É mais uma das muitas razões para vocês virem ao Toriba, hotel em Campos do Jordão.

O Toriba, o hotel mais musical de Campos do Jordão, tem vários eventos musicais todas as semanas. Os eventos integram o programa Toriba Musical e são realizados na Sala da Lareira, no Toribinha Bar & Fondue e agora também no Auditório Claudio Santoro. São gratuitos para hóspedes do hotel e para clientes do Terraço Panorama, do Bar Vindima e dos restaurantes Pennacchi e Toribinha Bar & Fondue. E gratuitos a todos os interessados quando no Auditório Claudio Santoro.

 

programação musical - JANEIRO

O programa Toriba Musical, do Hotel Toriba, em Campos do Jordão, tem ótima programação em todos os finais de semana de Janeiro e Fevereiro, sempre com eventos gratuitos! As apresentações acontecem na Sala da Lareira, no prédio principal do hotel, e são gratuitas para os hóspedes e para clientes dos restaurantes Pennacchi e Toribinha Bar & Fondue!

 Hotel em Campos do Jordão - Canções Napolitanas e Árias de Ópera com o barítono Rodolfo Giugliani no Toriba Musical do Hotel Toriba, em Campos do Jordão
Sábado, 5 de Janeiro, 19h – Sala da Lareira

CANÇÕES NAPOLITANAS

RODOLFO GIUGLIANI, barítono
ANTONIO LUIZ BARKER, pianista

Rodolfo Giugliani, um dos raros barítonos autenticamente verdianos surgidos nos últimos anos, se apresenta no Toriba Musical com canções napolitanas e árias de ópera.

Programação:
'O Sole Mio (Eduardo di Capua, Alfredo Mazzuchi e Giovanni Capurro)
Occhi di fata (Luigi Denza)
'A Vucchella (Paolo Tosti)
Core 'ngrato (Salvatore Cardillo e Riccardo Cordiferro)
Vaghissima sembianza (Stefano Donaudy)
La Strada nel Bosco (Cesare Andrea Bixio, Ermenegildo Rusconi e Nicola "Nisa" Salerno)
Incantessimo (Dino Olivieri e Piero "Deani" Leonardi)
Al Di Là (Carlo Donida e Giulio "Mogol" Rapetti)
Tre sbirri, una carrozza (Giacomo Puccini, da ópera Tosca)
Di Provenza il mar, il suol (Giuseppe Verdi, da ópera La traviata)
Era un tramonto d'oro... (de Carlos Gomes, da ópera Colombo)
Amigos Para Siempre (Friends for Life) - (Andrew Lloyd Webber e Don Black)

 

Consagrado pelo público e pela crítica especializada por suas intensas interpretações de Nabucco, Rigoletto e Giorgio Germont em teatros de ópera dentro e fora do Brasil, Rodolfo Giugliani é um dos raros barítonos autenticamente verdianos surgidos nos últimos anos. Apoiada em técnica excelente, sua voz de timbre escuro, aveludada e densa, é dotada de duas oitavas completas, atingindo agudos extremos com facilidade e correndo livremente pelo recinto do teatro, com emissão generosa e grande volume.
Rodolfo Giugliani, nascido em São Paulo, foi aluno do renomado tenor Benito Maresca e aperfeiçoou seus estudos musicais com o maestro Mário Valério Zaccaro. No ano 2000, após vencer o Concurso de Canto Aldo Baldin em Florianópolis, Giugliani estreou na cena lírica naquela cidade, como Giorgio Germont em La Traviata. Ao longo dos anos seguiram-se outros primeiros prêmios: além de vencer mais três edições do Concurso Aldo Baldin, foi o primeiro colocado no Concurso Internacional de Canto Maria Callas (São Paulo), no Concurso de Canto Bidu Sayão (Belém-PA), Concurso de Canto Vozes do Brasil (Rio de Janeiro) e o Concurso Internacional de Canto Jaume Aragall (Barcelona, Espanha). Em 2016, sua interpretação do personagem Iberê, na ópera Lo Schiavo de Carlos Gomes encenada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro lhe valeu o prêmio A.P.C.A como o melhor cantor lírico daquele ano.

 Hotel em Campos do Jordão - Recital de Música Clássica com a mezzo soprano Marly Montoni e o Tenor Ulisses Montoni, acompanhados do pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel em Campos do Jordão, Toriba
Sábado, 12 de Janeiro, 19h – Sala da Lareira

ÁRIAS E DUETOS DE ÓPERAS

Marly Montoni - Soprano
Ulisses Montoni - Tenor
Antonio Luiz Barker - Piano

Programação:
• F. Tosti - Malia
• C. Gomes, B. Sampaio - Quem sabe?
• F. Tosti - Marechiare
• G. Puccini - O mio babbino caro (da ópera Gianni Schicchi)
• A. L. Webber - All I ask of you (do musical O fantasma da ópera)
• F. Loewe, A. J. Lerner - I could have danced all night (do musical My fair lady)
• F. Loewe, A. J. Lerner - On the street where you live (do musical My fair lady)
• J. Fontana, C. Pes, N. Greco, G. Meccia - Il Mondo
• P. Capri - Champagne
• C. François, J. Revaux, P. Anka - My way
• L. Monnot, M. Monnot, E. Piaf - La vie en rose
• G. Bizet - Habanera (da ópera Carmen)
• G. Puccini - Nessun dorma (da ópera Turandot)
• F. Lehár - Lábios silenciosos (da opereta A Viúva Alegre)
• G. Verdi - Brindisi (da ópera La Traviata)

 

A soprano Marly Montoni destaca-se na nova geração de cantores líricos do Brasil. Já cantou óperas nos mais importantes teatros e salas de concerto do país, como Theatro Municipal de São Paulo (Nabucco de Verdi e Fidelio de Bethoven), Teatro da Paz em Belém (Blue Monday de Gershwin), Palácio das Artes em Belo Horizonte (Porgy and Bess de Gershwin), e ainda em concertos na Sala São Paulo e no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Foi solista contratada do Theatro São Pedro, em São Paulo, de 2015 a 2017, onde participou de diversas óperas e concertos. Em 2016 recebeu a Medalha Carlos Gomes, da Ordem do Mérito Cultural.

O tenor Ulisses Montoni fez sua estreia no mundo da ópera como solista aos 22 anos, na montagem de O Empresário, de Mozart. Já se apresentou em diversos programas de TV. Possui quatro CD’s gravados e três videoclipes musicais, sendo um dos primeiros cantores líricos brasileiros a utilizar essa mídia. Realiza recitais e concertos por todo o Brasil, em cidades como Araçatuba, Campinas, Poços de Caldas, Curitiba, Recife, Campo Grande, Penápolis, Rio de Janeiro, Uberlândia, entre outras. Em 2016 recebeu o título de Comendador, pela Ordem do Mérito Cultural Carlos Gomes.

Hotel em Campos do Jordão - Violinista Kleberson Buzo e pianista Sin Ae Lee se apresentam no Hotel Toriba, em Campos do Jordão
Sábado, 19 de Janeiro, 19h – Sala da Lareira

VIOLINO & PIANO

KLEBERSON BUZO - Violino
SIN AE LEE - Pianista

Programação:
• o L. v. Beethoven - Sonata Op. 30 Nº 3
• R. Schumann - Sonata Op. 105
• A. Piazzolla - Café 1930

 

Natural de São Paulo, Kleberson Buzo iniciou os estudos na igreja que frequenta. Posteriormente foi aluno de Cecília Guida, Igor Sarudiansky, Pablo de León e Elisa Fukuda. Formou-se em violino pela ECA-USP em 2003. Foi finalista do concurso "Projeto Nascente", na USP, em 2001. Foi membro da Orquestra Sinfônica Brasileira. Atualmente é spalla da Orquestra Acadêmica de São Paulo, onde atua eventualmente como solista, e também membro da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo. Têm realizado constantes trabalhos como arranjador e compositor, tendo obras executadas pela Orquestra do Limiar, Orquestra Municipal de Jundiaí e Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo.

 

A pianista coreana Sin Ae Lee mudou-se para o Brasil com dezoito anos. Formou-se bacharel em Música Erudita (piano), pela Faculdade Santa Marcelina, na classe de Maria José Carrasqueira. Tocou como solista com a Orquestra de Câmara L'Estro Armonico, sob regência de Emiliano Patarra, e como recitalista em João Pessoa (UFPB), Natal (UFRN), Porto Alegre (Theatro São Pedro), Pelotas, Santa Maria, Santa Cruz do Sul. Em São Paulo tocou nas séries Música no MASP, Música no Sesi, Música no MuBE-Museu Brasileiro da Escultura). Como camerista, apresentou-se em Jundiaí nos concertos "O Mundo em Canções", realizado no Teatro Polytheama, "Settembre in Concerto" na Sala Glória Rocha, e em Patos de Minas, no projeto "Terra sem sombra". Atuou como pianista convidada na Fundação OSESP, no Coro Infantil (sob regência de Teruo Yoshida) e no Coro Juvenil (sob regência de Victor Hugo), no Theatro São Pedro, no Coral "A Tempo", no Coral Collegium Musicum de São Paulo, no Coralusp Sestina e no Coral Livre da Cidade de São Paulo, da Fundação Theatro Municipal de São Paulo. Além das suas atividades no conjunto Metassory de São Paulo, é regente assistente do Coral Collegium Musicum de São Paulo e cofundadora do The Heritage Duo Ensemble.

 

 Hotel em Campos do Jordão - Apresentação de Piano e Violoncelo com o pianista Marcos Aragoni e o violoncelista Rafael Cesário no Hotel Toriba, em Campos do Jordão no Hotel Toriba, em Campos do Jordão
Sábado, 26 de Janeiro, 19h – Sala da Lareira

PIANO & VIOLONCELO

Marcos Aragoni - pianista
Rafael Cesário - violoncelo

Programa:
• J. S. Bach Sonata n° 2
• J. S. Bach Sonata n° 3
• A. Piazzolla Le Grand tango

 

O paulistano Marcos Aragoni é pianista de raro virtuosismo e sensibilidade interpretativa. Estudou Escola Municipal de Música de São Paulo, na Faculdade Mozarteum de São Paulo e realizou cursos de especialização na Universidade de Hartford, nos Estados Unidos. É, desde 2008, pianista oficial do Coro Lírico do Theatro Municipal de São Paulo.

Rafael Cesário é mestre pela Universidade de São Paulo e em 2016 obteve o diploma de Perfectionnement (Spécialité Violoncello) no Conservatoire à Rayonnement Départemental du Val de Biévre, em Paris, onde teve aulas com o renomado violoncelista francês Romain Garioud. Conquistou prêmios em diversos concursos pelo Brasil, entre eles o 1º lugar no XII Concurso Nacional de Cordas Paulo Bosísio em Juiz de Fora e o prêmio de Melhor Intérprete de Música Brasileira no Concurso Internacional de Violoncelo RICE-RJ 2013.

programação musical - FEVEREIRO

 Hotel em Campos do Jordão - Recital Lírico com a soprano Flavia Albano, Tenor Thiago Soares e o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel Toriba, em Campos do Jordão
Sábado, 2 de Fevereiro, 19 horas – Sala da Lareira

ÁRIAS E DUETOS DE ÓPERAS

Flavia Albano - Soprano
Thiago Soares - Tenor
Antonio Luiz Barker - Piano

Programa:
• Andrew Lloyd Webber - All I ask of you (do musical O Fantasma da Ópera) [dueto]
• Nicholas Brodzsky e Sammy Cahn - Be my love [Thiago]
• Richard Rodgers e Oscar Hammerstein II - The sound of music (do musical A noviça rebelde) [Raquel]
• Georges Bizet
- Je crois entendre (da ópera Os pescadores de pérolas) [Thiago]
- Ton coeur n'a pas compris (da ópera Os pescadores de pérolas) [dueto]
- L'amour est un oiseau rebelle (da ópera Carmen) [Raquel]
• Gaetano Donizetti - Una furtiva lagrima (da ópera O elixir do amor) [Thiago]
• Giacomo Puccini
- O mio babbino caro (da ópera Gianni Schicchi) [Raquel]
- Nessun dorma (da ópera Turandot) [Thiago]
- Quando m'en vo (da ópera La Bohème) [Raquel]
- O soave fanciulla (da ópera La Bohème) [dueto]

A soprano Flavia Albano é natural de São Paulo, onde iniciou seus estudos em canto com Leilah Farah. É mestre em performance pelo Royal Northern College of Music. Entre seus papéis de ópera destacam-se A Rainha da Noite em “A Flauta Mágica”, Violetta em “La Traviata” e Susanna em “Le Nozze di Figaro”. Foi agraciada com o prêmio 2010 Liverpool Opera Circle Vocal Award. Flavia dedica-se também à docência, é Doutora em Educação pela PUC/SP e professora da Universidade Federal da Bahia.

O tenor Thiago Soares formou-se em Canto pela Universidade de São Paulo e é Mestre em Voice Performance pela Georgia State University. Vem construindo uma promissora carreira internacional, com intensa agenda de apresentações em óperas, concertos, peças teatrais e musicais, no Brasil e também nos Estados Unidos e na Europa. Na cena operística, destaques para sua atuação em "Don Giovanni" de Mozart (no Teatro Sociale, em Novafeltria, Itália), em "Madama Butterfly" de Puccini (no Rialto Theater, em Atlanta, EUA) e "Ariadne auf Naxos" de Richard Strauss (no Festival Amazonas de Ópera) e "Romeu e Julieta" de Gounod (no Palácio das Artes em Belo Horizonte.

Hotel em Campos do Jordão - Árias de Óperas e canções com a soprano Adriana Bernardes e o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel Toriba
Sábado, 9 de Fevereiro, 19 horas – Sala da Lareira

ÁRIAS DE ÓPERAS

Adriana Bernardes - soprano
Antonio Luiz Barker - Pianista

Programação:
• G. Verdi - Sempre libera (da ópera La Traviata)
• G. Rossini - Una voce poco fa (da ópera O Barbeiro de Sevilha)
• G. Puccini - Quando m'en vo' (da ópera La Bohème)
• V. Bellini - Casta Diva (da ópera Norma)
• G. Bizet - Habanera (da ópera Carmen)
• G. Puccini - O mio babbino caro (da ópera Gianni Schicchi)
• G. Verdi - Caro nome (da ópera Rigoletto)
• Eva Dell'Acqua - Villanelle
• J. Brahms - Wiegenlied
• J. S. Bach / C. Gounod - Ave Maria
• Babi de Oliveira - Singela canção de Maria)

 

A soprano Adriana Bernardes, mestre em performance de Música Brasileira pela Unicamp (Práticas Interpretativas), tem se apresentado regularmente como solista e recitalista nas mais diversas salas de espetáculo de São Paulo e Rio de Janeiro. Seu amplo repertório inclui de árias de ópera do bel canto, diversas peças líricas e também canções de autores brasileiros do passado e do presente – da música brasileira dos séculos XVIII e XIX a obras de compositores contemporâneos. Atua não apenas como cantora, mas também como regente de grupos corais, preparadora vocal, atriz e professora de canto erudito e popular.

 Hotel em Campos do Jordão - Canções italianas com o barítono Guilherme Rosa e o pianista Antonio Luiz Barker, no Hotel Toriba
Sábado, 16 de Fevereiro, 19 horas – Sala da Lareira

CANÇÕES ITALIANAS

Guilherme Rosa - barítono
Antonio Luiz Barker - Pianista

Programação: Canções de Francesco Paolo Tosti (1816-1916)
• Sogno
• L'ultima canzone
• Malia
• Ridonami la calma
• Vorrei
• Ideale
• La serenata
• Non t’amo più
• Tristezza
• Vorrei morire
• È morto Pulcinella!
• L'alba depara della luce l'ombra

 

Guilherme Rosa é cantor lírico, barítono. Bacharel em Canto pela Universidade Federal de Santa Maria, RS, aperfeiçoou-se em renomados centros europeus como o Opera Studio de Roma, o Conservatório del Liceu de Barcelona e o Conservatorio Antonio Buzzolla de Adria. Foi vencedor dos principais concursos de canto do país e premiado em outros importantes certames europeus como o XLI Francisc Viñas de Barcelona. Em 2010, foi integrante da Companhia Brasileira de Ópera, projeto do maestro John Neschling, sendo o único cantor a participar de todas as récitas da opera O barbeiro de Sevilha, de G. Rossini. Apresentou-se como solista nos principais teatros líricos brasileiros em ópera e concertos de música sinfônica, acompanhado pelas mais prestigiadas orquestras do país. Participou também de primeiras audições nacionais de importantes obras. No exterior, cantou La Traviata de G.Verdi em Sirmione, no lago di Garda italiano; Rita de G. Donizetti em Barcelona e Nina de G. Paisiello em Roma, além de diversos oratórios de G. Carissimi em Veneza e Vicenza (Teatro Olímpico). Freqüentou diversos cursos de aprimoramento vocal e musical com nomes da cena lírica mundial como Montserrat Caballé, Renata Scotto, Tereza Berganza, José van Dam e Rolland Hermann. Estudou com os tenores Eduardo Álvares e Eduard Giménez e preparou repertório como o maestro húngaro Janos Acs em Pesaro - Itália. É integrante do Coro Lírico do Theatro Municipal de São Paulo desde outubro de 2014.

Hotel em Campos do Jordão - Apresentação do pianista e cantor MARCO BERNARDO no Hotel Toriba em Campos do Jordão
Sábado, 23 de Fevereiro, 19h – Sala da Lareira

ANTOLOGIA DO SAMBA-CANÇÃO

MARCO BERNARDO - Piano e Voz

Programação:
• Antologia do Samba-Canção

 

O paulistano Marco Bernardo é pianista, cantor, arranjador, maestro, compositor. Com mais de 25 anos de carreira, é respeitado e reconhecido por seu livre e fluente trânsito pelos mais variados meios de expressão musicais, tanto na música erudita como na popular. Neste recital, mais um de seus espetáculos "O Cancionista", ele apresenta um panorama do melhor do samba-canção, gênero que dominou a música popular brasileira nas décadas de 1940 e 1950, com canções de autores como Lupicínio Rodrigues, Antonio Maria, Herivelto Martins, Dorival Caymmi e Dolores Duran.

programação musical - MARÇO

Hotel em Campos do Jordão - Apresentação da grande dama do piano Eudóxia de Barros no Hotel Toriba, em Campos do Jordão.
Sábado, 2 de Março, 19h – Sala da Lareira

MÚSICA BRASILEIRA PARA PIANO

Eudóxia de Barros - pianista

Programa:
• Composições de Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Eduardo Souto, Zequinha de Abreu e Osvaldo Lacerda.

 

Eudóxia de Barros é verdadeiramente uma lenda da música erudita brasileira. Dona de extenso e premiado currículo, tem mais de sessenta anos de carreira e mais de três dezenas de discos gravados. Conjuga o domínio do instrumento do ponto de vista técnico com uma concepção estética da interpretação pianística que se identifica perfeitamente com a música brasileira.
Grande defensora da nossa música, é reconhecida pela divulgação de autores nacionais, e por levar a música erudita brasileira aos mais diversos pontos do Brasil. É membro da Academia Brasileira de Música (desde 1989) e presidente do Centro de Música Brasileira, entidade criada em 1984 que se ocupa da defesa e difusão da música erudita brasileira. Mas, além de obras dos compositores brasileiros, é também reconhecidamente grande intérprete de obras dos mestres da música.